Por Elisabeth Prescher*

 
A aprendizagem de um idioma é um processo longo e complexo. É uma tarefa que exige tempo e dedicação independentemente de onde ou como ocorra.
Em 2007, examinando questões relacionadas à aprendizagem de idiomas, um grupo de pesquisadores da University of Calgary verificou que:
. idades diferentes seguem padrões mentais e cognitivos diferentes.
. . na aprendizagem do idioma por imersão o processo de aprendizagem é diferente porque a pessoa fica exposta ao idioma por mais tempo.
. na aprendizagem do idioma em escolas o aluno tem  maior dificuldade para ganhar fluência 
“Learning a second language for 95 hours per year for six years will not lead to functional bilingualism and fluency in the second language. Expectations must be realistic.” (Archibald et al., 2007, p. 3).
A aprendizagem em termos de horas
Embora não seja muito simples dimensionar o número de horas necessárias para a aprendizagem da língua inglesa, alguns estudiosos tentam jogar uma luz sobre o assunto.
10.000 horas – Segundo uma teoria desenvolvida por Ericsson, uma pessoa só se torna um especialista em algo após 10.000 horas de prática, seja de um idioma ou de um instrumento musical.
No caso, estudando 96 horas por ano, que é um número de horas padrão em escolas de idiomas, levaríamos cerca de 104 anos para aprender inglês ou violão!
5840 horas – Por imersão, durante um ano, uma pessoa se expõe ao idioma 16 horas por dia (descontando 8 horas de sono) e volta para casa falando fluentemente (não necessariamente de forma correta).
Com esse número de horas, estudando aqui e não em imersão, o aluno aprenderia inglês em cerca de 60 anos!
1200 horas – Segundo o  prof. Michael Jacobs, pode-se aprender inglês em 1.200 horas de estudo. A pessoa levará um tempo maior ou menor dependendo de sua dedicação: se estudar 3 horas semanais, completa seus estudos em aproximadamente 8 anos. Se estudar 2 horas por dia, leva menos de 2 anos. 
480 a 576 horas – é o número de horas usado pela maior parte das escolas de idiomas que  consideram possível ter um bom nível de inglês estudando 96 horas por ano, durante 5 – 6 anos.
O número de horas nas escolas regulares
Quantas horas reais de aula você acha que os alunos de escolas regulares têm por ano? Faça as contas, você vai se surpreender!
Entenda-se por ‘horas reais’ o tempo devidamente usado para o estudo, ou seja, descontando feriados, comemorações, provas, chamada, advertências, e outras interrupções.
Escreva dizendo suas conclusões. Comente também sobre um de nossos próximos temas: ‘A Realidade das Salas de Aula’.
Aproveito para agradecer aos professores que me escreveram. Um abraço especial para Sindeval Rodrigues de Belém do Pará e a Teides de Reriutaba, Ceará por seu interesse e gentileza.
Have a good time!
Referências
Archibald, J., Roy, S., Harmel, S., Jesney, K., Dewey, E., Moisik, S., et al. (2006). A review of the literature on second language learning. Retrieved from http://education.alberta.ca/media/349348/litreview.pdf.
Ericsson, K. A., Prietula, M. J., & Cokely, E. T. (2007). The Making of an Expert. Harvard Business Review (July-August ).
Gladwell, M. (n.d.). The 10,000 Hour Rule.   Retrieved May 10, 2010, from http://www.gladwell.com/outliers/outliers_excerpt1.html

Elisabeth Prescher é professora e autora de livros de inglês. Graduada em Letras pela Universidade Mackenzie e pós graduada em Educação Infantil pela FMU. Possui certificados de proficiência em inglês pelas universidades de Michigan e Cambridge. Passatempo favorito: escrever.
Contato: eprescher@gmail.com